1ºRIGO oportuniza primeira experiência profissional para estudantes de ensino superior

30 de julho de 2021

Emanuelly Sanches Camargo

No mês de julho, o Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia (1ºRIGO) deu início ao Projeto Jovem Talento que selecionou seis estudantes de graduação em Goiânia. A proposta é oferecer aos participantes o acesso a uma formação ampla, incluindo os aspectos humanos, culturais e psicológicos, com ênfase no aspecto profissional.

Emanuelly Sanches Camargo, Yasmim Oliveira Neves, Gisela Rubin de Bortoli Abrão Sant’Ana, Gizelly Stéffany Souza Lopes, Mateus Lima Martins e Karine Silva Guimarães poderão, pelos próximos 22 meses, desfrutar das experiências profissionais que a Serventia pode proporcionar, atuando por 4 horas diárias.

Yasmim Oliveira Neves

A estudante do 5º período de Psicologia da Universidade Federal de Goiás(UFG), Gisela Rubin, 20 anos, conta que o  processo seletivo para participar do Projeto foi uma importante experiência pessoal e profissional. “Durante todo o processo me senti acolhida por toda a equipe do 1ºRIGO, seja para tirar dúvidas pessoais ou para me dar instruções gerais sobre as etapas do processo”, relata.

Gisela Rubin de Bortoli Abrão

Gizelly Lopes, 19 anos, estudante de Direito no Instituto de Pós Graduação e Graduação (IPOG), explica que, durante o processo seletivo, aprendeu muito sobre as habilidades de cada pessoa na busca de um emprego. “Há pessoas que vão dar mais certo em determinadas áreas do que em outras, isto é, às vezes ocorre de não sermos contratados, mas isso não significa que somos incapazes para aquilo. Significa que outra pessoa tem melhor desempenho naquele cargo do que eu”, afirma.

Gizelly Stéffany Souza Lopes

Também estudante de Direito, mas no Centro Universitário de Goiânia (UNICEUG), Karine Guimarães, 20 anos, cita da mesma forma o processo seletivo como uma experiência enriquecedora e afirma que pretende aproveitar a oportunidade para desenvolver suas habilidades e se desenvolver como profissional. “Eu espero que eu possa  aprender a desenvolver minhas habilidades e ainda, espero acima de tudo, aprender a desenvolver minhas funções atribuídas da melhor forma possível”, conta Karine.

A respeito das atribuições dadas aos jovens, o Projeto Jovem Talento prevê o cronograma Job Rotation que tem por objetivo possibilitar um conhecimento integrado sobre os diversos processos realizados no âmbito do 1ºRIGO. Ao final de cada ciclo desse cronograma, o participante passará por uma avaliação de desempenho na qual será avaliado por si mesmo e pelo orientador.

Engenharia da Computação

O único participante do Projeto Jovem Talento da área de tecnologia da informação é o Mateus Martins, de 19 anos, que está se graduando em Engenharia da Computação pela Pontifícia Universidade Católica de Goiás(PUC-GO). “Espero aprender bastante sobre o 1ºRIGO e sobre a minha área de curso, que é a TI, estou gostando muito da experiência até agora e espero aprender mais ainda em outras áreas também se for necessário.

Mateus Lima Martins

As alunas do curso de Direito na PUC-GO, Emanuelly Sanches, 19 anos, e Yasmim Neves, 21 anos, contam quais expectativas têm para a carreira profissional. “Espero possuir um maior desenvolvimento e amadurecimento durante esses meses, criados através das responsabilidades e atividades atribuídas a mim”, explica Yasmin. Já Emanuelly afirma que pretende “entender como funciona o processo do cartório e como é feito todo o processo de documentação, além de adquirir experiência profissional, que irá me ajudar muito nos processos estágios, e crescimento pessoal”.

Karine Silva Guimarães

Ao final dos 22 meses previstos pelo Projeto, os participantes deverão apresentar o Projeto de Conclusão do Programa no qual poderão propor melhorias a serem implementados nos processos realizados pelo cartório. Para isso, o estudante poderá escolher uma das áreas nas quais atuou e elaborar sua proposta de melhoria nos mesmos moldes de um Trabalho de Conclusão de   Curso(TCC).

Um dos principais critérios para selecionar esses seis estudantes de graduação foi não terem nenhuma experiência profissional prévia, proporcionando assim a primeira oportunidade de começarem suas carreiras aprendendo as atividades relacionadas ao serviço registral imobiliário. O objetivo do 1ºRIGO é, portanto, contribuir de alguma forma para a formação profissional desses jovens e proporcionar o aprendizado que precisam.

Fonte: Rota Jurídica