1ºRIGO reforça um de seus valores no Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+

5 de julho de 2021

No último dia 28 de junho, comemorou-se o  Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+. A data é originária de Nova York (EUA), após a polícia abordar violentamente os frequentadores do bar Stonewall Inn, em 28 de junho de 1969. Na ocasião, policiais tentaram prender 13 pessoas, mesmo quando já havia sido revogada a lei que proibia membros da comunidade de se reunirem publicamente na cidade. 

O Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia (1ºRIGO) não se omite diante da importância de se debater e promover o respeito às individualidades de seus(suas) colaboradores(as) e usuários(as). Uma das primeiras e mais importantes medidas adotadas na Serventia foi determinar, em sua Normativa Interna, a proibição da discriminação de quaisquer naturezas. 

A promoção da diversidade e da igualdade no ambiente de trabalho não é constante só na Normativa, como também na prática diária. O 1ºRIGO pauta as decisões administrativas, como contratações, benefícios, promoções, treinamentos, medidas disciplinares e rescisões, com base nas habilidades e no desempenho de cada um(a). 

É o que confirma a Escrevente de Registro, Luana Moreira. A colaboradora ratifica que a gestão trata com seriedade o respeito à individualidade dos(as) colaboradores(as), cumprindo um dos valores da Serventia que é o respeito nas relações interpessoais e o que dispõe a Normativa Interna sobre a não admissão de comportamentos discriminatórios. “A minha experiência como alguém LGBTQIA+ no Cartório é positiva, sempre me senti acolhida pelos meus amigos e colegas de trabalho. Sempre me senti à vontade para me expressar. No meu dia a dia, sempre me senti respeitada”, relata. 

Luana conta que, pela Serventia ter muitos colaboradores e por nem todas as pessoas serem livres de preconceitos, pode ocorrer algum tipo de preconceito velado, mas reforça que o(a) colaborador(a) não pode se sentir acuado(a). “Acredito que caso qualquer colega seja discriminado por sua orientação sexual deve buscar ajuda junto à gestão, que está sempre aberta para escutar os colaboradores, e não só escutar, mas sempre tomando as medidas necessárias para que os valores que acreditam não sejam apenas teoria, mas sim praticados”, ressalta.

Nesse mesmo sentido, a Escrevente de Registro, Ana Paula Santos conta que a Serventia cumpre com os valores defendidos e as regras da Normativa, o que torna o ambiente de trabalho acolhedor para os membros da comunidade LGBTQIA+, além de não haver tolerância com piadas e comentários que possuem algum cunho discriminatório. 

“Percebo que os cargos são ocupados por mérito, podemos perceber que a gestão conta com pessoas pertencentes a comunidade. Outros membros são destaques em seus setores, sempre lembrados por sua competência, reforçando a postura da Serventia em respeitar, acolher e oferecer as mesmas oportunidades para todos, o ambiente oferece os elementos para o desenvolvimento das pessoas com igualdade e respeito”, explana. 

Um exemplo de membro da comunidade LGBTQIA+ que ocupa cargo de liderança na Serventia é Marco Rezende, Supervisor do CEDOC há mais de dois anos. Ele relata que desde que foi contratado observou que, na gestão do 1ºRIGO, há respeito e aceitação das diferenças e que as pessoas se mostram dispostas a aprender e dialogar. 

“Às vezes você escuta um comentário aqui, outro ali, mas as pessoas sempre estão abertas ao diálogo ao ponto de aprender mais e não reproduzir mais aquilo. Aos que visivelmente não concordam com a “diferença”, o respeito existe e isso, pra mim, é válido. Nunca fui tratado diferente aqui por pertencer à comunidade. Na verdade, acontece o contrário, me sinto bastante acolhido e respeitado”, afirma.

A gestão do 1ºRIGO busca constantemente promover o diálogo e se mantém aberta para sugestões que os(as) colaboradores(as) propõem. Para que todos(as) se sintam confortáveis em fazer suas sugestões, a Serventia dispõe a Ouvidoria não só para usuários, mas também para os(as) colaboradores(as) trazerem ideias que possam melhorar as relações de trabalho.  

Além da Ouvidoria, o 1ºRIGO realiza constantemente Pesquisa de Clima e Avaliação de Desempenho para tomar ciência se as medidas adotadas são alcançando os objetivos propostos. Tais ações são essenciais para construção e manutenção de um ambiente de trabalho no qual todos(as) estejam seguros para desempenharem o melhor de suas potencialidades, podendo se desenvolver profissionalmente como almejam.