Colaboradores do 1ºRIGO participam de palestra com fundadores do Projeto Vivá Sustentável

11 de setembro de 2020

No último dia 13 de agosto, o Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia (1ºRIGO) trouxe para seus(suas) colaboradores(as) uma palestra com os fundadores do Projeto Vivá Sustentável. André Figueiredo e Silas Gomes discorreram sobre o tratamento adequado do lixo orgânico e explicaram o processo de reciclagem do resíduo orgânico chamado de compostagem e os impactos negativos do descarte inapropriado no meio ambiente. 

“A compostagem é visualizada na natureza, é um processo natural. Quando uma árvore deixa um fruto cair, esse fruto vai ser envolvido pela matéria seca que está presente em cima da camada do solo, vai se decompor e vai virar nutriente novamente para essa árvore. Ou seja, o produto da própria árvore se decompõe e vira nutriente para mesma árvore”, explica André. 

Pela plataforma de videoconferência, Google Meeting, a dupla apresentou dados e matérias sobre a situação do tratamento do lixo orgânico realizado em Goiânia e no Brasil. Conforme as informações trazidas pelos fundadores do Projeto Vivá Sustentável, o lixo molhado, como é chamado o lixo orgânico, corresponde a 60% dos resíduos produzidos diariamente e é descartado de forma incorreta nos aterros sanitários, gerando poluentes para o solo e para os recursos hídricos. 

“Quando o material orgânico é decomposto de maneira agressiva, como é nos aterros sanitários, exala um mal cheiro muito forte e exala também gases poluentes que são o metano, o dióxido de carbono e sulfeto, além de outros milhares de gases poluentes em menor escala”, esclarece Silas. 

De acordo com os palestrantes, o Brasil é o país que mais gera lixo na América Latina, sendo que, só em 2019, foram 79 milhões de toneladas produzidas pelos brasileiros. “Como o lixo orgânico representa 60% do lixo, se fizer uma conta rápida, desses 79 milhões, 50 milhões poderiam ser compostados, produzindo quase nada de degradação ou superlotação dos aterros sanitários”, afirma Silas.

O André Figueiredo explica que o Projeto Vivá Sustentável desenvolvido por eles busca conectar os seus associados às práticas ambientalmente corretas. “Nossa visão é revolucionar o tratamento de resíduo orgânico, uma vez que hoje o resíduo é descartado de forma a não ser reutilizado aqui em Goiânia, prejudicando o meio ambiente e a saúde da população”, destaca. 

A palestra com André e o Silas é parte do projeto socioambiental, o 1ºRIGO Consciente, realizado pela Serventia com intuito de reduzir os impactos negativos no meio ambiente, a partir de ações como a doação de papéis para reciclagem e a difusão de informação especializada, por meio das palestras, visando conscientizar os(as) colaboradores(as) sobre as questões ambientais e incentivá-los a desenvolver hábitos e atitudes de proteção ao meio ambiente.