Programa Construindo o Futuro contribui com a formação profissional de jovens aprendizes

29 de maio de 2020

O Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia (1ºRIGO) lançou, em 2019, o Programa Construindo o Futuro para contribuir com a formação pessoal e profissional de adolescentes em idade escolar. Cinco jovens de escolas públicas tiveram seu vínculo contratual formalizado pelo prazo de 22 meses. Os jovens selecionados dedicam quatro horas diárias nas atividades internas da Serventia. 

Geovanna Ketlyn Meireles, 16 anos, estudante do Colégio Estadual Jardim Europa, foi uma das selecionadas. A jovem descreve sua vivência no 1ºRIGO como uma oportunidade para aprender a trabalhar em equipe, a organizar suas atividades e ser assídua. “Aprendi a ser uma pessoa proativa e criativa por conta do rodízio de setores, pois temos que desenvolver diferentes funções e cada setor tem acrescentado uma gama de aprendizado na minha vida”, relata.

Para participar do Programa, o 1ºRIGO selecionou estudantes de escolas públicas de Goiânia que obtiveram as melhores pontuações no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), indicador que avalia as escolas de todo o país pelo fluxo escolar e respectivas médias de desempenho nas avaliações. A proposta do Programa é oportunizar a esses estudantes o acesso a uma estrutura técnica e de apoio para uma formação humana, cultural e psicológica, com ênfase no aspecto profissional. 

“Com o ‘Construindo um Futuro’ eu tenho crescido como pessoa. As reuniões, nas quais lemos um livro, me ajudam no desenvolvimento pessoal com lições de vida. Também fazemos um relatório sobre um capítulo e discutimos sobre ele e nossas experiências”, conta Geovanna. As reuniões citadas pela estudante são parte do Programa de Capacitação Interna (PROCAPI), no qual os jovens aprendizes discutem, quinzenalmente, sobre temas abordados no livro “Como influenciar pessoas e fazer amigos”, de Dale Carnegie. 

Geovanna afirma que, com as reuniões do PROCAPI, tem aprendido o poder do sorriso, a importância de ser um bom ouvinte, de não julgar as pessoas e desenvolver a empatia. “Outro crescimento pessoal foi me tornar uma pessoa mais dedicada e disciplinada nos estudos, pois agora, além de mim mesma, existem pessoas que acreditam em mim e no meu potencial. Como profissional, me tornei uma pessoa mais sociável, que aceita ideias divergentes e que consegue trabalhar muito bem em equipe”, revela. 

A estudante conta que a experiência adquirida na Serventia tem contribuído para se tornar  uma pessoa mais sociável, o que colabora para trabalhar muito bem em equipe. Geovanna declara, que, além das amizades que fez no 1ºRIGO, vai levar adiante o aprendizado adquirido ao desempenhar várias funções em diferentes setores como o RH, Almoxarifado, Registro e o CEDOC. “Tudo isso eu levarei para a minha bagagem profissional e para a minha vida pessoal”, pontua.