Serventia promove campanha de prevenção ao suicídio

12 de setembro de 2017

Tem coisas que você só percebe quando se aproxima.

O Registro de Imóveis da 1ª Circunscrição de Goiânia realizará, durante todo o mês de setembro, uma importante campanha. Intitulada de Setembro Amarelo, a ação tem como objetivo conscientizar, prevenir e alertar a população a respeito do suicídio, uma triste realidade que assola todo o Brasil e o mundo.
E foi pensando nisso que, última segunda-feira (11/09), o 1º RIGO realizou uma ação de intervenção em seu espaço físico. Nesse dia, os usuários que compareceram à Serventia se depararam, logo na entrada, com uma decoração especial. Balões na cor amarela demostravam o apoio da Serventia à causa e um banner, com uma forte mensagem, sugeria reflexão ao leitor.
Além da intervenção em seu principal espaço, o 1º RIGO também irá promover uma palestra sobre o assunto, direcionada aos seus colaboradores. Ministrada pela psicóloga clínica e terapeuta cognitivo-comportamental, Carolina Vaz, a palestra acontecerá na Serventia, no próximo dia 21/09, às 17h, e contará com o tema: Qual é o meu papel como indivíduo na prevenção do suicídio?
De acordo com Carolina, é extremamente relevante falar sobre o suicídio. Em entrevista à Assessoria de Comunicação do Cartório, a psicóloga afirmou que ações desse cunho são estratégias muito eficazes para a prevenção. “A informação é a melhor prevenção de todas! A melhor coisa que uma pessoa pode fazer é se informar, ler sobre o assunto. Acho que essas ações de conscientização, com o objetivo de instruir a sociedade e as pessoas em geral, são muito importantes”, declarou.
“Se a nossa sociedade fosse mais aberta à informação e à quebra dos paradigmas e tabus que existem a respeito do suicídio, provavelmente os índices seriam muito menores. Como existe um certo preconceito em torno desse assunto, as pessoas que sofrem com ideação suicida preferem se calar, não falar sobre o assunto e não buscar ajuda. Por conta de se calar, acaba que o problema aumenta e chega ao ponto da pessoa, de fato, tentar o suicídio e, em alguns casos, conseguir”, explica.
O movimento de alerta e conscientização sobre o problema do suicídio é estimulado, mundialmente, pela Associação Internacional para a Prevenção do Suicídio (IASP). No Brasil, as primeiras iniciativas ocorreram a partir de mobilizações do Centro de Valorização da Vida (CVV), do Conselho Federal de Medicina (CFM) e da Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP). As primeiras atividades aconteceram no ano de 2014, na cidade de Brasília. Nos anos seguintes, o movimento ganhou força. Atualmente, já conseguiu realizar ações em todas as regiões do país.
O assunto tem sido tratado como um problema de saúde pública, pois apresenta taxas superiores às das vítimas de doenças como a AIDS e à maioria dos tipos de câncer. O esclarecimento, a conscientização e o estímulo à prevenção são as principais armas da sociedade para combater esse mal.
Ainda segundo Carolina Vaz, é necessário mais carinho com o próximo. “Acredito que é o momento de abrir a mente, se permitir e enxergar o mundo do outro de forma diferente. É um movimento que não estamos acostumados a fazer no cotidiano. Estamos muito preocupados e direcionando nossa atenção para quem somos e para os nossos problemas. Exercitar a empatia, olhar para o outro com um pouco mais de carinho, olhar para o mundo do outro com um pouco mais de tolerância, poderia ajudar muito nas relações sociais e nos ajudar a auxiliar outras pessoas”, finalizou a psicóloga.
Eventos como esse marcam uma nova postura do 1º RIGO, a partir da gestão do Dr. Igor França Guedes, que é consciente de seu papel social. A campanha foi idealizada pelo Setor Administrativo da Serventia, coordenado por Maria Izabel.

Redação: Guerreiro Arco Melo, Substituto para Assuntos Institucionais do 1º RIGO.
Edição: Mariana Oliveira - Assessora de Comunicação – Jornalista 2755JP
Foto: Mariana Oliveira